A menos de 30 minutos de Porto Alegre, uma rede estruturada e completa que já oferece diversas residências, investe agora em medicina da família e comunidade, com complementação de bolsa, estrutura adequada e qualificado corpo docente.

Imagem1_Hotsite_PRM_alterada

Sapucaia decidiu fazer importante investimento na formação de bons médicos de família e comunidade. Com uma rede de atenção básica que já é referência no estado e desenvolvendo uma residência em Medicina de Família e Comunidade (MFC) em parceria com a Escola Estadual de Saúde Pública desde 2011, o Município agora aprovou junto à Comissão Nacional de Residência Médica uma residência em MFC municipal e na Câmara de Vereadores uma Complementação da Bolsa que, somada à oferecida pelo Ministério da Saúde, chega ao valor de R$ 9.650,00. Os médicos residentes atuarão nas unidades básicas de saúde, atendendo à população de Sapucaia junto aos médicos preceptores, poderão qualificar sua formação e ainda receberão um valor quase três vezes superior ao padrão nacional de bolsas.

Experiência e busca da excelência

Imagem2_Hotsite_PRM

A Fundação Hospitalar Getúlio Vargas e a Secretaria Municipal de Saúde de Sapucaia do Sul, além de notável expansão e qualificação dos Sistema Único de Saúde do município, têm fortalecido a sua vocação de instituição voltada também para a formação e construção de conhecimento.

Desde 2013, são oferecidas as residências de Anestesiologia, Clínica Médica, Pediatria e Psiquiatria. No inicio de 2015, foram implantados os programas de Cirurgia Geral e Ginecologia e Obstetrícia.

Em parceria com Escola Estadual de Saúde Pública é desenvolvido desde 2011 a Residência Médica em Medicina de Família e Comunidade e desde 2012 as Residências Multiprofissionais com ênfase em Atenção Primária e Multiprofissional. Com a criação do curso de graduação em medicina da Unisinos, além do município ser campo de prática das atividades de ensino, pesquisa e extensão, também é desenvolvida em parceria a Residência Multiprofissional em Atenção Básica.

Campos de prática: o SUS em Sapucaia

Imagem3_Hotsite_PRM_alterada

Atualmente o município de Sapucaia do Sul possui 25 Unidades Básicas de Saúde, 23 Equipes de Saúde da Família (ESF) que cobrem 58,97% da população e que somada à atenção básica tradicional chegam à 78%.

O município conta ainda com:

  • Rede de Saúde Mental (3 Centros de Atenção Psicossocial – Tipo II, Infantil e Alcool e Drogas)
  • Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF)
  • Equipe de Atenção Domiciliar
  • Farmácia Básica Municipal
  • Clínica de Saúde da Mulher (CLISAM)
  • Ambulatório de Infectologia
  • Ambulatório de Especialidades, com 21 modalidades
  • Unidade de Pronto Atendimento 24h (UPA 24H)
  • SAMU
  • Hospital Getúlio Vargas com 175 leitos: hospital geral com urgência, maternidade e UTI. Residência em anestesiologia, cirurgia geral, ginecologia/obstetrícia, clínica médica, psiquiatria e pediatria.

O sistema municipal também conta com uma rede própria e contratada de apoio e diagnóstico.

Conheça Sapucaia do Sul

Imagem4_Hotsite_PRM

Sapucaia do Sul é um município da Região Metropolitana de Porto Alegre, com destaque no desenvolvimento industrial e nas belezas naturais da sua zona rural. Está localizado a apenas 19 km da capital, a 22 km do aeroporto Salgado Filho e a 25 km da Estação Rodoviária de Porto Alegre, o que lhe confere uma localização privilegiada na Região.

O município está a 25 km da Freeway (BR 290) e situa-se nos mercados produtores e consumidores de maior riqueza do Rio Grande do Sul. Sapucaia é exposta ao fluxo da BR 116 e BR 448, RS 118, ligando-se aos importantes polos industriais de Gravataí, Cachoeirinha e Porto Alegre. A cidade conta com uma boa estrutura industrial e cultura operária, fatores que beneficiam a instalação de indústrias e de serviços. Destaques para as áreas da siderurgia, metalurgia, bebidas e fios têxteis.

Segundo o censo do IBGE de 2015, o município possui uma área de 58,309 km², e, uma população de 138.357 habitantes, denominados sapucaienses. A densidade demográfica é de 2.233,61 habitantes por km². De acordo com o último levantamento do Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM), Sapucaia do Sul está situada na faixa de Desenvolvimento Humano Alto, com IDHM entre 0,700 e 0,799. Entre 2000 e 2010, a dimensão que mais cresceu em termos absolutos foi Educação (com crescimento de 0,150), seguida por Longevidade e por Renda.

A renda per capita média do município cresceu 87,01% nas últimas duas décadas, passando de R$392,11 em 1991, para R$539,25 em 2000 e R$733,28 em 2010. A taxa média anual de crescimento foi de 37,53% no primeiro período e 35,98% no segundo. A extrema pobreza passou de 5,00%, em 1991, para 3,08%, em 2000, e para 1,27% em 2010. A desigualdade também diminuiu, passando de 0,45, em 2000, e para 0,44, em 2010.

Fontes: Pnud, Ipea e FJP

Faça sua inscrição

Link completo para o seu currículo na plataforma Lattes.

CAPTCHA
Aguarde...