Rodas de conversa oportunizam comunicação e relação interpessoal entre trabalhadores da Higienização do HMGV

 In FHGV, Hospital Getúlio Vargas, Notícias

Há quase 4 anos, a auxiliar de serviços gerais Jussara Pedroso Ferreira atua no Hospital Municipal Getúlio Vargas (HMGV) em Sapucaia do Sul. No início deste ano, ela participou de uma roda de conversa realizada pelo Setor de Higienização em conjunto com a Saúde do Trabalhador da Fundação Hospitalar Getúlio Vargas (FHGV). “A roda de conversa serviu para que fossem esclarecidas dúvidas no ambiente de trabalho. Um dos assuntos tratados foi do treinamento porque não existe um padrão de ensino no Setor de Higienização. Eu trabalhava na Unidade de Pronto Atendimento em Canoas e trouxe minha experiência de lá para o HMGV o que me ajudou bastante, pois tenho consciência de que meu trabalho é importante para o cuidado com o paciente”, afirma.

Desde 2001 na FHGV, a também auxiliar de serviços gerais Ana Maria Rodrigues, avaliou como positiva uma roda de conversa que teve a oportunidade de participar. “Gostei muito da atividade prática na roda de conversa porque pudemos interagir com os colegas. Meu trabalho é fundamental para ajudar no cuidado dos pacientes e achei muito bom que fossem tratados assuntos da segurança do trabalho porque encontro descarte de lixo inadequado, principalmente, luvas. Toda vez que isso acontece eu paro meu trabalho para fazer a destinação correta”, conta.

Os depoimentos dessas trabalhadoras estão atrelados às seis rodas de conversa que envolveram 31 trabalhadores nos turnos manhã, tarde e noite numa atividade conjunta entre Setor de Higienização e Saúde do Trabalhador realizada desde o início deste ano. Além disso, a atividade serviu para que fossem apontadas melhorias e planejadas ações dessa área que é essencial no desenvolvimento do cuidado com o paciente.

Diálogo

Segundo a psicóloga do trabalho Renata Corrêa da Silva, as rodas de conversa estão possibilitando uma forma de atuação voltada para a prevenção e a promoção da saúde mental do funcionário. Nesse sentido, a Saúde do Trabalhador da Fundação avaliou como oportuna a intervenção em grupo para melhorar a comunicação e a relação interpessoal entre os trabalhadores. Renata também explica que as rodas de conversa levaram em consideração o interesse na cultura do diálogo para a solução de dificuldades cotidianas das equipes propostas pela chefe do Setor de Higienização Kátia Paim.

“As rodas de conversa foram planejadas com base na visão dos Processos Circulares na metologia apresentada por Kay Pranis. Nessa perspectiva, o processo ocorre em uma configuração em círculo onde há questões norteadoras que abriram espaço para o diálogo, facilitado por um objeto da palavra ou bastão de fala para que todos possam se expressar de forma ordenada e orientada pelo facilitador”, explica a psicóloga.

A intervenção coletiva foi conduzida pela área da Psicologia do Trabalho através da facilitadora Renata e das estagiárias de psicologia Gabriela Prosezeki, Deiziane Lemos e Bruna Tazio. “A psicologia que atua na Saúde do Trabalhador coloca-se à disposição como espaço para acolhimento para demandas individuais de funcionários tanto de maneira espontânea quanto pelo encaminhamento sugerido por chefia ou colega de trabalho”, informa Renata.

Setor de Higienização

A chefe do Setor de Higienização Kátia Paim reforça que essa área é estratégica no processo de cuidado do paciente. “Com base nas rodas de conversa, os trabalhadores nos apontaram que querem novos conhecimentos e sugeriram treinamentos teórico-prático em conjunto com o Controle de Infecção do HMGV. Essas experiências com os funcionários resultaram em discussões positivas para que sejam planejadas melhorias no setor”, esclarece Kátia.

Entre as ações sugeridas durante as rodas de conversa estão a realização de reuniões sistemáticas do setor; atualização do Procedimento Operacional Padrão com fácil acesso para consulta nos setores de escala da Higienização; execução de treinamento teórico-prático no ingresso do trabalhador e para atualização sempre que necessário. As discussões ainda resultaram no apontamento da utilização do registro formal escrito na passagem de plantão.

Dentro do calendário de treinamento, no próximo dia 3 no turno da manhã, e no dia 4 , no turno da tarde, acontecerão capacitações sobre o uso dos produtos de limpeza pelos trabalhadores do Setor de Higienização do Hospital.

Recent Posts