Residência do HMGV incentiva médicos a participarem de novas seleções do Hospital

 In FHGV, Hospital Getúlio Vargas, Notícias, Programa de Residência Médica

No próximo dia 13, ocorrerá a solenidade de formatura da quinta turma de residentes do Hospital Municipal Getúlio Vargas (HMGV). Os médicos oriundos do Brasil, do Equador, da Venezuela e do Uruguai fizeram residência em anestesiologia, cirurgia geral, ginecologia e obstetrícia, pediatria, psiquiatria, e ainda, em medicina da família e comunidade. Até o momento, os Programas de Residência Médica do HMGV formaram 39 profissionais selecionados por meio de prova feita pela Associação Médica do Rio Grande do Sul (AMRIGS).

O residente em Psiquiatria do HMGV Christian Paz Pereira cursou medicina em Buenos Aires na Argentina e fez o Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos (Revalida) do Ministério da Educação através da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. “Três anos muito bons no Hospital e de muito aprendizado. Tive contato não apenas com psiquiatria e absorvi o dia a dia geral do Hospital como a Emergência, por exemplo. Pretendo fazer concurso para trabalhar no HMGV”, afirma o médico leopoldense. A residente também de Psiquiatria Júlia Pizzolatti Pieri cursou medicina em Criciúma em Santa Catarina. “O período foi de crescimento pessoal, e principalmente, profissional. A residência no HMGV engradece a forma de fazer psiquiatria porque permitiu que eu interagisse com outras áreas e profissionais de saúde”, relata.

O venezuelano Gregorio Espitia Cordero tem dois diplomas de médico, pois cursou medicina na Venezuela e em Cuba. Para poder atuar no Brasil ele prestou o exame Revalida oferecido pela Ufrgs. Posterior, participou da seleção para residente em Cirurgia Geral no HMGV. “Cheguei ao programa com experiências adquiridas em cinco países: Venezuela, Cuba, Colômbia, Espanha e Brasil. Optei pela residência em hospital menor porque assim consigo praticar mais vezes a cirurgia na área primordial para mim que é básica em hérnia, vesícula e apêndice. Sou naturalizado brasileiro e estou participando do Processo Seletivo Simplificado porque pretendo continuar trabalhando no HMGV”, declara.

Credenciamento

Fundamentados nos princípios do SUS, os Programas de Residência Médica do Hospital Municipal Getúlio Vargas conta com a aprovação da Comissão Nacional de Residência Médica e se desenvolvem em diferentes ambientes de ensino em serviço, funcionando de maneira articulada às diferentes estratégias de educação permanente desenvolvidos na Rede Municipal de Saúde de Sapucaia do Sul e em outras que mantenham acordo de cooperação técnica. A responsável pela Área de Desenvolvimento de Pessoas da FHGV Ana Souza explica que o HMGV está credenciado pelo Ministério da Educação e pelo Ministério da Saúde. “Estamos preparando mão de obra para trabalhar no Sistema Único de Saúde e temos vários residentes que depois de formados retornaram ao Hospital como concursados”, observa.

A Residência Médica é uma modalidade de educação profissional pós-graduada de caráter interdisciplinar em ambiente de serviço mediante trabalho supervisionado. A seleção compreende duas etapas: na primeira, de caráter classificatório, o candidato precisa fazer uma prova escrita objetiva sob a coordenação técnico-administrativa da AMRIGS; e na segunda, há a análise de Curriculum Vitae e a arguição feita pela Comissão de Residência Médica do HMGV.

Recommended Posts