Coordenadores e gestores recebem treinamento do BPM para avaliar trabalhadores

 In Fundação, Notícias

Dando continuidade aos processos que eliminam a utilização do papel na Fundação Hospitalar Getúlio Vargas (FHGV), nesta segunda-feira (16), às 9h, coordenadores e gestores do Polo Sapucaia do Sul participam de treinamento sobre as avaliações dos trabalhadores por meio da ferramenta Business Process Management (BPM), ou Workflow, termo em inglês que significa fluxo de trabalho. Além disso, os funcionários que ingressarem na Fundação a partir deste mês também farão as autoavaliações por esse sistema online. Na sequência das capacitações, as chefias da Unidade de Pronto Atendimento de Pelotas e do Hospital Tramandaí passarão por instruções.

“Até então a gente fazia todo o levantamento desse trabalho pelo papel. A partir de agora, a autoavaliação é online no site da FHGV. O gestor fará as avaliações pelo sistema com acesso à autoavaliação do funcionário. A única coisa impressa será a cópia do plano de desenvolvimento a ser fornecida para o trabalhador. Na Unidade de Gestão do Trabalho, verificam-se os critérios institucionais da avaliação que envolvem faltas, atrasos, justificados e participação nos módulos de integrações com perda de pontos para quem não faltar”, explica a coordenadora da Unidade de Gestão do Trabalho (UGT), Tatiane Brutschin Severo.

Equipe liderada por Tatiane já foi capacitada sobre uso do BPM.

Tatiane informa que cada novo trabalhador convocado através de concurso público para atuar na FHGV passa por duas avaliações e autoavaliações no período de 90 dias. Para que todo esse processo seja feito pelo BPM, a equipe da UGT recebeu treinamento e incorporou o sistema online à rotina desempenhada na execução das atividades. Por fim, a coordenadora destaca os pontos positivos da alteração que são otimização do tempo, eliminação do papel e mais rapidez e facilidade nas funções pertinentes ao setor.

O BPM vem sendo implantado na FHGV desde o último maio e a ferramenta teve a Unidade de Logística como a primeira a adotar o novo modelo eletrônico. O BPM é uma ferramenta que contém softwares prontos que foram adaptados para a necessidade da Fundação. De maneira gradual, o sistema será instituído em outros setores e unidades da instituição.

Recommended Posts