UPA de Pelotas realiza 202 mil acolhimentos e 182 mil atendimentos em três anos

 In Fundação, Notícias, UPA Areal Pelotas

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Areal tipo I de Pelotas está comemorando três anos de assistência aos pelotenses. Nesse período, ocorreram 202.075 acolhimentos e 182.167 atendimentos. Os números revelam o quanto os serviços prestados pelas equipes são imprescindíveis na promoção da saúde pública gratuita e resolutiva para os problemas de cidadãs e cidadãos. A gestão da UPA é vinculada a Fundação Hospitalar Getúlio Vargas em contrato de gestão assinado com a Prefeitura Municipal de Pelotas.

Em levantamento, os números ainda demonstram que em 2016 aconteceram 29.070 atendimentos; em 2017, 59.653; em 2018, 62.776; e 30.668 no primeiro semestre deste ano. A interpretação dos dados sinaliza que de 2017 a 2018 teve um aumento de 5% na demanda de atendimentos. Esse percentual se manteve entre 2018 a 2019, acumulando um total de 10% de acréscimo na procura dos usuários pelo atendimento da UPA. Além disso, os números até a metade deste ano direcionam para a manutenção do aumento da demanda.

O pedreiro Iraí da Silva Elacosta morador do bairro de Areal conta que a esposa tem problemas cardíacos e depende constantemente de atendimentos na UPA. “Ela usa marcapasso e o atendimento é muito bom. É bem melhor que ir ao Pronto Socorro de Pelotas. As equipes sabem atender. Minha família também levou meu neto e o atendimento sempre é muito bom”, opina.

Para o coordenador da UPA, Guilherme Bergmann, a aposta nos colaboradores é o principal diferencial para o sucesso alcançado. “É no atendimento humanizado que o usuário se sente seguro e vinculado à equipe. Na UPA ele tem certeza que a sua demanda será resolvida. As pesquisas de satisfação comprovam que os usuários tiveram suas necessidades totalmente e parcialmente atendidas e 94% disseram que retornariam à UPA”, declara.

Bergmann acrescenta que a resolutividade dos casos atendidos na unidade através do Sistema Único de Saúde se dá com a estrutura de apoio com exames de sangue e raio-x 24 horas. “Embora a UPA seja classificada como UPA I de porte 2, hoje com a média de 5.000 atendimentos mês já possibilita credenciamento junto ao Ministério da Saúde e à Secretaria Estadual da Saúde para UPA de porte 4. Com essa classificação será viável a contratação do terceiro médico para agilizar o atendimento”, avalia.

Pesquisa de satisfação

Em recente pesquisa de satisfação, um dos questionamentos voltados aos pelotenses era se, após o atendimento recebido, retornariam à UPA Areal. A resposta “sim” foi respondida por 94,78% dos usuários. A investigação também quis saber o tempo de espera para o atendimento médico e 90,25% responderam que foi em até duas horas. Essa espera está diretamente vinculada à prioridade de atendimentos, ou seja, a maior gravidade espera menor tempo com base na classificação de risco. Quanto à avaliação do usuário para o atendimento médico, 95,47% responderam ótimo ou bom.

Recent Posts