Doações da Marinha do Brasil movimentam Banco de Sangue do HT

 In Fundação, Hospital Tramandaí, Notícias

Nesta época de baixa nos estoques, o Banco de Sangue do Hospital Tramandaí recebeu uma doação voluntária dos integrantes da Marinha do Brasil. A ação, que ocorreu sexta-feira (7), uniu 18 doadores, o equivalente a quase uma semana de doações na instituição de saúde.

Atualmente, são coletadas no Brasil cerca de 3,6 milhões de bolsas/ano, o que corresponde ao índice de 1,8% da população doando sangue. Embora o percentual esteja dentro dos parâmetros da Organização Mundial de Saúde (OMS), o Ministério da Saúde trabalha para aumentar este índice. Entre as medidas adotadas está a redução da idade mínima de 18 para 16 anos (com autorização do responsável) e o aumento de 67 para 69 anos de idade máxima para doação de sangue no País.

Há critérios que permitem ou que impedem uma doação de sangue, que são determinados por normas técnicas do Ministério da Saúde, e visam à proteção ao doador e a segurança de quem vai receber o sangue.

Para fazer a doação é necessário:

– Levar documento oficial de identidade com foto (identidade, carteira de trabalho, certificado de reservista, carteira do conselho profissional ou carteira nacional de habilitação);

– Estar bem de saúde;

– Ter entre 16 (dos 16 até 18 anos incompletos, apenas com consentimento formal dos responsáveis) e 69 anos, 11 meses e 29 dias;

– Pesar mais de 50 Kg;

– Não estar em jejum; evitar apenas alimentos gordurosos nas três horas que antecedem a doação.

Quem não pode doar?

– Quem teve diagnóstico de hepatite após os 11 anos de idade
– Mulheres grávidas ou que estejam amamentando
– Pessoas que estão expostas a doenças transmissíveis pelo sangue como AIDS, hepatite, sífilis e doença de chagas
– Usuários de drogas
– Aqueles que tiveram relacionamento sexual com parceiro desconhecido ou eventual, sem uso de preservativos

Recent Posts