Pacientes da Clisam recebem orientação e fazem testes rápidos de HIV

 In CLISAM, Fundação, Notícias

A dona de casa Elis Silveira aproveitou a manhã desta segunda-feira (15) para fazer o teste rápido de HIV na Clínica de Saúde da Mulher (Clisam), um dos serviços prestados pela Fundação Hospitalar Getúlio Vargas (FHGV). “As informações são valiosas e as pessoas têm que se cuidarem. Visitei minha cunhada soropositiva internada no hospital e ela tem outras doenças. Fiquei muito impressionada com a situação dela. Sou casada e sempre faço todos os testes. Mas meu marido, como todo o homem, embora se preocupe com as doenças, não faz exames”, afirma Elis.


Com 35 semanas de gestação do João Pedro, Jéssica Machado da Silva, aguardava na Clisam a sua vez de ser atendida para mais uma consulta do pré-natal. “Fiz o teste de HIV quando descobri a gravidez, deu negativo. É uma garantia que está tudo bem. Estou com pressão arterial alta, tomando medicação e espero ganhá-lo de parto normal na FHGV”, declara a gestante.
Clisam.


A Clisam presta atendimento para 150 gestantes e dez são soropositivas. Segundo a coordenadora Zenahya Chagas, a meta é fazer com que as mulheres tenham o hábito de realizar o teste de HIV e da sífilis antes de engravidarem porque essas doenças podem causar malefícios aos bebês. Além disso, Zenahaya observa que há um número grande de adolescentes que não percebem os sintomas e estão com a sífilis.


“A gente informa a paciente que vem para a consulta e oferta o teste rápido, facilitando numa hora que a mulher tem outro exame ou consulta. O teste é liberado para toda a rede e de livre demanda. No caso de diagnóstico de sífilis, inicia-se o tratamento, e nos de hepatites e HIV confirmados, encaminhamos para o Serviço de Atendimento Especializado (SAE) da prefeitura”, esclarece Zenahaya.


O trabalho realizado na Clisam conta com a parceria da Universidade Feevale há 7 anos. Estudantes do oitavo nível do curso de enfermagem fazem estágio no local. “O campo de estudo na Clisam é rico e os alunos associam teoria e prática. Encontramos uma diversidade de mulheres com várias situações e muitas sem orientações que repassamos”, complementa a professora de enfermagem Maristela Peixoto.


A Clisam funciona na Rua José de Alencar, sem número, no bairro Piratini, em Sapucaia do Sul, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, sem fechar ao meio dia. Mais informações são fornecidas pelo 51 3474-0169.

TESTES
Os testes fornecidos pela Secretaria Municipal da Saúde de Sapucaia do Sul são gratuitos e os resultados ficam prontos em 15 minutos. Os exames podem ser feitos por toda a comunidade em outras unidades de saúde. Para evitar qualquer doença infectocontagiosa, aconselha-se o uso do preservativo nas relações sexuais e tanto o masculino quanto o feminino é distribuído, gratuitamente, nas unidades de saúde.


O SAE atende sapucaienses de segunda a sexta-feira das 8h às 17h sem intervalo ao meio dia. O endereço é Rua Sete de setembro, nº 35 bairro Santa Catarina e o telefone para contato é o 51 3453-7002.

Elis fez o teste de HIV na manhã desta segunda-feira (15).
Recommended Posts